Fatima Guedes e Eduardo Gudin
Luzes da mesma luz - 2001

Gravadora: Dabliú Discos
Produtor: Eduardo Gudin

ABERTURA - INSTRUMENTAL
(Eduardo Gudin)

Trompa: Adalto Soares, Mário Sérgio Rocha
Viola de Arco: Adriana Schincariol Vercelino, Alexandre Razera, Denise Freitas Fukuda, Thaís Coelho
Violino: Adriano José de Mello, Alexandre Xavier da Cunha, Davi Graton Lourenço, Koiti Watanabe, Lúcia Ramos, Maria Ester Brandão, Maurício Takeda, Mayra Moraes de Oliveira Lima, Nelson Rios, Otávio Scoss Nicolai, Ricardo Takahashi, Sílvio Baláz, Simplício Soares Júnior, Thaís Coelho
Trompete: Daniel Salles
Violoncelo: Eduardo Bello, Júlio Cerezo Ortiz, Sérgio Henrique de Freitas, Tereza Cristina Rodrigues Silva
Violão: Eduardo Gudin
Percussão: Jorginho Cebion
Contrabaixo: Lito Robledo
Clarinete: Nailor Proveta (Nailor Aparecido Azevedo), Samuel Pompeo
Clarone: Nailor Proveta (Nailor Aparecido Azevedo)
Flauta: Samuel Pompeo, Vinicius Assumpção Dorin, Vitor Alcântara
Bateria: Toninho Pinheiro (Antônio Pinheiro Filho)
Trombone: Valdir José Ferreira
Arranjador: Eduardo Gudin

ESTRELA DO NORTE
(Eduardo Gudin / José Carlos Costa Netto)

Receba o calor da paixão
estremece o meu coração
Nesse palco se abrindo de luz
vou vibrar só de olhar pra você
descobrindo o prazer de abraçar meu destino
Cantar pode ser profissão
só depende da nossa emoção
Se você me quiser pra valer
se eu puder, vou levar meu calor
pois viver desse amor foi o que eu sempre quis, quis
Estrela do norte, me ilumina
eu quero bis, bis
Estrela do norte, que contagia e faz feliz
Veja lá, se eu for me aventurar
nunca vá serenar esse olhar que conduz
veja lá, se eu tiver que chorar
Nunca vá desnortear quem seguiu sua luz

Trompa: Adalto Soares, Mário Sérgio Rocha
Viola de Arco: Adriana Schincariol Vercelino, Alexandre Razera, Denise Freitas Fukuda, Thaís Coelho
Violino: Adriano José de Mello, Alexandre Xavier da Cunha, Davi Graton Lourenço, Koiti Watanabe, Lúcia Ramos, Maria Ester Brandão, Maurício Takeda, Nelson Rios, Otávio Scoss Nicolai, Ricardo Takahashi, Sílvio Baláz, Simplício Soares Júnior, Thaís Coelho
Trompete: Daniel Salles
Violoncelo: Eduardo Bello, Júlio Cerezo Ortiz, Sérgio Henrique de Freitas, Tereza Cristina Rodrigues Silva
Violão: Eduardo Gudin
Percussão: Jorginho Cebion, Luiz Carlos de Paula
Contrabaixo: Lito Robledo
Clarone: Nailor Proveta (Nailor Aparecido Azevedo)
Flauta: Samuel Pompeo, Vinicius Assumpção Dorin, Vitor Alcântara
Clarinete: Samuel Pompeo
Trombone: Sidney Borgani
Bateria: Toninho Pinheiro (Antônio Pinheiro Filho)

DAS FLORES
(Eduardo Gudin)

Flores pra enfeitar seu caminho
é que o amor vai chegando
a tristeza saindo
Deus acho que quis me conquistar
quando fez a minha amada não demorar
e a mim que creio em nada, acreditar
O que faz um homem mudar
é uma dor, um veneno de um olhar
Depois o que faz acalmar
é um amor mais sereno, vem lá
Flores
O que faz um homem pensar
é o tempo que vem pra branquear
cabelos de prata são ouro
se o amor é um tesouro, guardar
Flores
O que faz um homem cantar
são as notas de um tempo musical
Amor, alegria, tristeza, saudade
etc e tal
Flores

Trompa: Adalto Soares, Mário Sérgio Rocha
Viola de Arco: Adriana Schincariol Vercelino, Alexandre Razera, Denise Freitas Fukuda, Thaís Coelho
Violino: Adriano José de Mello, Alexandre Xavier da Cunha, Davi Graton Lourenço, Koiti Watanabe, Lúcia Ramos, Maria Ester Brandão, Maurício Takeda, Mayra Moraes de Oliveira Lima, Nelson Rios, Otávio Scoss Nicolai, Ricardo Takahashi, Sílvio Baláz, Simplício Soares Júnior, Thaís Coelho
Trompete: Daniel Salles
Violoncelo: Eduardo Bello, Júlio Cerezo Ortiz, Sérgio Henrique de Freitas, Tereza Cristina Rodrigues Silva
Violão: Eduardo Gudin
Percussão: Jorginho Cebion, Luiz Carlos de Paula
Contrabaixo: Lito Robledo
Clarinete: Nailor Proveta (Nailor Aparecido Azevedo), Samuel Pompeo
Trombone: Sidney Borgani
Bateria: Toninho Pinheiro (Antônio Pinheiro Filho)
Flauta: Samuel Pompeo, Vinicius Assumpção Dorin, Vitor Alcântara
Arranjador: Eduardo Gudin

VERDE
(Eduardo Gudin / José Carlos Costa Netto)

Quem pergunta por mim
já deve saber
do riso no fim
de tanto sofrer
que eu não desisti
das minhas bandeiras
caminhos, trincheiras da noite
Eu que sempre apostei
na minha paixão
guardei um país
no meu coração
um foco de luz
seduz a razão
de repente a visão da esperança
Quis esse sonhador
aprendiz de tanto suor
ser feliz num gesto de amor
meu país acendeu a cor
Verde as matas no olhar
ver de perto
ver de novo um lugar
ver adiante
sede de navegar
verdejantes tempos
mudança dos ventos no meu coração

Viola de Arco: Adriana Schincariol Vercelino, Alexandre Razera, Denise Freitas Fukuda, Thaís Coelho
Violino: Adriano José de Mello, Alexandre Xavier da Cunha, Davi Graton Lourenço, Koiti Watanabe, Lúcia Ramos, Maria Ester Brandão, Maurício Takeda, Mayra Moraes de Oliveira Lima, Nelson Rios, Otávio Scoss Nicolai, Ricardo Takahashi, Sílvio Baláz, Simplício Soares Júnior, Thaís Coelho
Violoncelo: Eduardo Bello, Júlio Cerezo Ortiz, Sérgio Henrique de Freitas, Tereza Cristina Rodrigues Silva
Violão: Eduardo Gudin
Contrabaixo: Lito Robledo
Percussão: Luiz Carlos de Paula
Clarinete: Nailor Proveta (Nailor Aparecido Azevedo), Samuel Pompeo
Flauta: Samuel Pompeo, Vinicius Assumpção Dorin, Vitor Alcântara
Bateria: Toninho Pinheiro (Antônio Pinheiro Filho)
Trombone: Valdir José Ferreira
Arranjador: Eduardo Gudin

NEO-BRASIL
(Eduardo Gudin)

Brasileiro como eu
quando o carnaval chegar
tem o mundo pra sonhar
nas cores das escolas
Brasileiro como eu
mede força desigual
no samba de um planeta que encolheu
Mesmo assim brilha porque
batem palmas pra valer
pois é sempre um grande ator
no palco da comédia
Todo ano o samba sai
são 500 pra inglês ver
Darcy Ribeiro disse que eu sou mais
Sim, eu sou brasileiro
quem tem pena de mim?
É que eu sou mandigueiro
é que eu vou rir no fim
Eu sei, eu canto assim porque
o samba é como a vida
é sempre alegre e triste ao mesmo tempo
e o seu lamento faz viver
Brasileiro como eu
não tem jeito de mudar
só precisa acreditar na noite das panelas
um barulho de acordar
as pessoas que estão lá
por elas fica tudo como está

Viola de Arco: Adriana Schincariol Vercelino, Alexandre Razera, Denise Freitas Fukuda, Thaís Coelho
Violino: Adriano José de Mello, Alexandre Xavier da Cunha, Davi Graton Lourenço, Koiti Watanabe, Lúcia Ramos, Maria Ester Brandão, Maurício Takeda, Mayra Moraes de Oliveira Lima, Nelson Rios, Otávio Scoss Nicolai, Ricardo Takahashi, Sílvio Baláz, Simplício Soares Júnior, Thaís Coelho
Trompete: Daniel Salles
Violoncelo: Eduardo Bello, Júlio Cerezo Ortiz, Sérgio Henrique de Freitas, Tereza Cristina Rodrigues Silva
Violão: Eduardo Gudin
Percussão: Jorginho Cebion, Luiz Carlos de Paula
Contrabaixo: Lito Robledo
Saxofone Soprano: Nailor Proveta (Nailor Aparecido Azevedo)
Flauta: Samuel Pompeo
Trombone: Sidney Borgani
Bateria: Toninho Pinheiro (Antônio Pinheiro Filho)
Flauta: Vinicius Assumpção Dorin, Vitor Alcântara
Saxofone Alto: Vinicius Assumpção Dorin
Saxofone Tenor: Vitor Alcântara
Arranjador: Eduardo Gudin

PAULISTA
(Eduardo Gudin / José Carlos Costa Netto)

Na Paulista os faróis já vão abrir
e um milhão de estrelas prontas pra invadir
os jardins
onde agente aqueceu
numa paixão
manhãs frias de abril
Se a avenida exilou seus casarões
quem reconstruiria nossas ilusões
Me lembrei
de contar pra você, nessa canção
que o amor conseguiu
Você sabe quantas noites eu te procurei
nessas ruas onde andei
conta onde passeia hoje esse seu olhar
quantas fronteiras ele já cruzou
no mundo inteiro de uma só cidade
Se os seus sonhos emigraram sem deixar
nem pedra sobre pedra
pra poder lembrar
dou razão
é difícl hospedar no coração
sentimentos assim

Viola de Arco: Adriana Schincariol Vercelino, Alexandre Razera, Denise Freitas Fukuda, Koiti Watanabe, Thaís Coelho
Violino: Adriano José de Mello, Alexandre Xavier da Cunha, Davi Graton Lourenço, Lúcia Ramos, Maria Ester Brandão, Maurício Takeda, Mayra Moraes de Oliveira Lima, Nelson Rios, Otávio Scoss Nicolai, Ricardo Takahashi, Sílvio Baláz, Simplício Soares Júnior, Thaís Coelho
Violoncelo: Eduardo Bello, Júlio Cerezo Ortiz, Sérgio Henrique de Freitas, Tereza Cristina Rodrigues Silva
Violão: Eduardo Gudin
Percussão: Jorginho Cebion
Contrabaixo: Lito Robledo
Clarone: Nailor Proveta (Nailor Aparecido Azevedo)
Clarinete: Samuel Pompeo
Flauta: Samuel Pompeo, Vinicius Assumpção Dorin, Vitor Alcântara
Bateria: Toninho Pinheiro (Antônio Pinheiro Filho)
Arranjador: Eduardo Gudin

ÂNGULOS
(Eduardo Gudin / Arrigo Barnabé / Caetano Veloso)

Curvas dos sapatos
espelhando esquinas
números exatos
cortam-se na brisa
Sóis luzem nos dentes
você me diz
vamos parar
Os ângulos retos
domam seus cabelos
automóveis pretos
refletem sapatos
Lábios quase opacos
você me diz
vamos parar
Na sua voz
passam tantas notas
que não param pra notar
Dedos na mão
que dorme à sombra do momento
contam tempos soltos pelo bar
E o amor
nuvem nos topos
não encontra lagos
A curva dos copos
reflete automóveis
Olhos quase secos
você me diz
vamos parar
Lágrima no pelo
espelhando a nuvem
álcool sobre o gelo
nenhuma palavra
Unhas sobre a louça
você me diz
vamos parar

Viola de Arco: Adriana Schincariol Vercelino, Alexandre Razera, Denise Freitas Fukuda, Thaís Coelho
Violino: Adriano José de Mello, Alexandre Xavier da Cunha, Davi Graton Lourenço, Koiti Watanabe, Lúcia Ramos, Maria Ester Brandão, Maurício Takeda, Mayra Moraes de Oliveira Lima, Nelson Rios, Otávio Scoss Nicolai, Ricardo Takahashi, Sílvio Baláz, Simplício Soares Júnior, Thaís Coelho
Violoncelo: Eduardo Bello
Violão: Eduardo Gudin
Violoncelo: Júlio Cerezo Ortiz, Sérgio Henrique de Freitas, Tereza Cristina Rodrigues Silva
Contrabaixo: Lito Robledo
Clarinete: Nailor Proveta (Nailor Aparecido Azevedo), Samuel Pompeo
Flauta: Samuel Pompeo, Vinicius Assumpção Dorin, Vitor Alcântara
Bateria: Toninho Pinheiro (Antônio Pinheiro Filho)
Trombone: Valdir José Ferreira
Arranjador: Eduardo Gudin

OBRIGADO
(Eduardo Gudin)

Venho
apesar desse resto de mágoa
pra lhe dizer
obrigado a você
que já não me importa
se o amor foi de guerra ou de paz
Meu caminho começa
onde o tempo começa a contar
quanto tempo faz
Nada nas mãos
nem ao menos saudades
de uma canção
mesmo assim é um prazer
saber que eu me sinto à vontade
pra lhe agradecer
pelas horas, mil horas num dia
mil dias, mil formas de se viver
Ah! Por que solidão
por que não prazer
por que foi assim ou deixou de ser
por que era calmo de enlouquecer
Ou eram ventos mais violentos
de naufragar
mesmo assim fomos contra a corrente
buscando algum porto
pra se chegar

Viola de Arco: Adriana Schincariol Vercelino, Alexandre Razera, Denise Freitas Fukuda, Thaís Coelho
Violino: Adriano José de Mello, Alexandre Xavier da Cunha, Davi Graton Lourenço, Koiti Watanabe, Lúcia Ramos, Maria Ester Brandão, Maurício Takeda, Mayra Moraes de Oliveira Lima, Nelson Rios, Otávio Scoss Nicolai, Ricardo Takahashi, Sílvio Baláz, Simplício Soares Júnior, Thaís Coelho
Violoncelo: Eduardo Bello, Júlio Cerezo Ortiz, Sérgio Henrique de Freitas, Tereza Cristina Rodrigues Silva
Violão: Eduardo Gudin
Contrabaixo: Lito Robledo
Clarone: Nailor Proveta (Nailor Aparecido Azevedo)
Flauta: Samuel Pompeo, Vinicius Assumpção Dorin, Vitor Alcântara
Bateria: Toninho Pinheiro (Antônio Pinheiro Filho)
Saxofone Tenor: Vitor Alcântara
Arranjador: Eduardo Gudin

MORDAÇA
(Eduardo Gudin / Paulo César Pinheiro)

Tudo que mais nos uniu separou
tudo que tudo exigiu renegou
da mesma forma que quis recusou
O que torna essa luta impossível e passiva
o mesmo alento que nos conduziu debandou
tudo que tudo assumiu desandou
tudo que se construiu desabou
O que faz invencível a ação negativa
é provável que o tempo faça a ilusão recuar
pois tudo é instável e irregular
e de repente o furor volta
o interior todo se revolta
e faz nossa força se agigantar
Mas só se a vida fluir sem se opor
mas só se o tempo seguir sem se impor
mas só se for seja lá como for
O importante é que a nossa emoção sobreviva
e a felicidade amordace essa dor secular
pois tudo no fundo é tão singular
é resistir ao inexorável
o coração fica insuperável
e pode em vida imortalizar

Viola de Arco: Adriana Schincariol Vercelino, Alexandre Razera, Denise Freitas Fukuda, Thaís Coelho
Violino: Adriano José de Mello, Alexandre Xavier da Cunha, Davi Graton Lourenço, Koiti Watanabe, Lúcia Ramos, Maria Ester Brandão, Maurício Takeda, Mayra Moraes de Oliveira Lima, Nelson Rios, Otávio Scoss Nicolai, Ricardo Takahashi, Sílvio Baláz, Simplício Soares Júnior, Thaís Coelho
Violoncelo: Eduardo Bello, Júlio Cerezo Ortiz, Sérgio Henrique de Freitas, Tereza Cristina Rodrigues Silva
Violão: Eduardo Gudin
Percussão: Jorginho Cebion
Contrabaixo: Lito Robledo
Clarinete: Nailor Proveta (Nailor Aparecido Azevedo)
Flauta: Samuel Pompeo
Trombone: Sidney Borgani
Bateria: Toninho Pinheiro (Antônio Pinheiro Filho)
Flauta: Vinicius Assumpção Dorin, Vitor Alcântara
Arranjador: Eduardo Gudin

CANÇÃO SERENA
(Eduardo Gudin)

O meu amor não é mais
uma nascente de rio
Meu coração já não faz desafios
o meu amor não tem mais
traços pra ver seu perfil
mas tem espaços maiores pra guardar
O grande amor, ele pode cuidar
de um grande amor quando está pra chegar
querendo ouvir canções
querendo despertar em busca de razões
É preciso entender
que o tempo é o mestre de jeito de amar
só ele pra dizer
pra me serenizar
e o meu coração
saber que sabe amar

Viola de Arco: Adriana Schincariol Vercelino, Denise Freitas Fukuda, Alexandre Razera, Thaís Coelho
Violino: Adriano José de Mello, Alexandre Xavier da Cunha, Davi Graton Lourenço, Koiti Watanabe, Lúcia Ramos, Maria Ester Brandão, Maurício Takeda, Mayra Moraes de Oliveira Lima, Nelson Rios, Otávio Scoss Nicolai, Ricardo Takahashi, Sílvio Baláz, Simplício Soares Júnior, Thaís Coelho
Violoncelo: Eduardo Bello, Júlio Cerezo Ortiz, Sérgio Henrique de Freitas, Tereza Cristina Rodrigues Silva
Violão: Eduardo Gudin
Clarinete: Nailor Proveta (Nailor Aparecido Azevedo)
Trombone: Sidney Borgani
Arranjador: Eduardo Gudin

LUZES DA MESMA LUZ
(Eduardo Gudin / Sérgio Natureza)

Nós
almas tão irmãs
gêmeas na paixão
corpos que se dão
em busca de prazer
Deve ser
o destino que cruzou
os nossos instintos pra fazer
de tantos carinhos o porquê
da vida em comum
Nós
pétalas sem flor
pérolas de um mar
que ninguém nadou
nos cabe navegar
mergulhar
descobrir o que é que há
no fundo mais fundo
em nosso ser
Se quem naufragou
no bem querer
pode se salvar
Pra onde irá?
Que barcos virão pra resgatar
os sobreviventes da ilusão
no meio do mar da solidão?
Melhor nem pensar
Cá estamos nós
amor faça jus
a quem ame em paz
luzes da mesma luz

Viola de Arco: Adriana Schincariol Vercelino, Alexandre Razera, Denise Freitas Fukuda, Thaís Coelho
Violino: Adriano José de Mello, Alexandre Xavier da Cunha, Davi Graton Lourenço, Koiti Watanabe, Lúcia Ramos, Maria Ester Brandão, Maurício Takeda, Mayra Moraes de Oliveira Lima, Nelson Rios, Otávio Scoss Nicolai, Ricardo Takahashi, Sílvio Baláz, Simplício Soares Júnior, Thaís Coelho
Violoncelo: Eduardo Bello, Júlio Cerezo Ortiz, Sérgio Henrique de Freitas, Tereza Cristina Rodrigues Silva
Violão: Eduardo Gudin
Contrabaixo: Lito Robledo
Clarinete: Nailor Proveta (Nailor Aparecido Azevedo)
Flauta: Samuel Pompeo, Vinicius Assumpção Dorin, Vitor Alcântara
Bateria: Toninho Pinheiro (Antônio Pinheiro Filho)
Arranjador: Eduardo Gudin

AINDA MAIS
(Eduardo Gudin / Paulinho da Viola)

Foi como tudo na vida que o tempo desfaz
quando menos se quer
uma desilusão assim
faz a gente perder a fé
e ninguém é feliz, viu
se o amor não lhe quer
Mas enfim, como posso fingir
e pensar em você como um caso qualquer
se entre nós tudo terminou
eu ainda não sei mulher
E por mim não irei renunciar
antes de ver o que não vi em seu olhar
antes que a derradeira chama que ficou
não queira mais queimar
Vai, que toda verdade de um amor
o tempo traz
Quem sabe um dia você volta para mim
e amando ainda mais

Viola de Arco: Adriana Schincariol Vercelino, Alexandre Razera, Denise Freitas Fukuda, Thaís Coelho
Violino: Adriano José de Mello, Alexandre Xavier da Cunha, Davi Graton Lourenço, Koiti Watanabe, Lúcia Ramos, Maria Ester Brandão, Maurício Takeda, Mayra Moraes de Oliveira Lima, Nelson Rios, Otávio Scoss Nicolai,Ricardo Takahashi, Sílvio Baláz, Simplício Soares Júnior, Thaís Coelho
Trompete: Daniel Salles
Violoncelo: Eduardo Bello, Júlio Cerezo Ortiz, Sérgio Henrique de Freitas, Tereza Cristina Rodrigues Silva
Violão: Eduardo Gudinv Contrabaixo: Lito Robledo
Percussão: Luiz Carlos de Paula
Saxofone Soprano: Nailor Proveta (Nailor Aparecido Azevedo)
Trombone: Sidney Borgani
Bateria: Toninho Pinheiro (Antônio Pinheiro Filho)
Saxofone Alto: Vinicius Assumpção Dorin
Saxofone Tenor: Vitor Alcântara
Arranjador: Eduardo Gudin

APAIXONADA
(Eduardo Gudin / Aluízio Falcão)

Ela me diz
o que produz um sentimento
onda feliz
corre no mar do pensamento
Mágica, vertigem, lucidez
calmaria, dor, insensatez
Na conta do amor
todo errado fica certo
Ela não sabe
o que fazer pra ser querida
mas quando é
desfaz a lógica da vida
Vai ver uma lua de manhã
dança toda nua com satã
Na conta do amor
todo pecado fica lindo
Rindo
passa sua idéia
canta
agita a platéia
Ai! Que bom te olhar
tão apaixonada
deixa tua risada
solta pelo ar

Viola de Arco: Adriana Schincariol Vercelino, Alexandre Razera, Denise Freitas Fukuda, Thaís Coelho
Violino: Adriano José de Mello, Alexandre Xavier da Cunha, Davi Graton Lourenço, Koiti Watanabe, Lúcia Ramos, Maria Ester Brandão, Maurício Takeda, Mayra Moraes de Oliveira Lima, Nelson Rios, Otávio Scoss Nicolai, Ricardo Takahashi, Sílvio Baláz, Simplício Soares Júnior, Thaís Coelho
Trompete: Daniel Salles
Violoncelo: Eduardo Bello, Júlio Cerezo Ortiz, Sérgio Henrique de Freitas, Tereza Cristina Rodrigues Silva
Violão: Eduardo Gudin
Contrabaixo: Lito Robledo
Percussão: Luiz Carlos de Paula
Clarinete: Nailor Proveta (Nailor Aparecido Azevedo)
Flauta: Samuel Pompeo, Vinicius Assumpção Dorin, Vitor Alcântara
Saxofone Barítono: Samuel Pompeo
Bateria: Toninho Pinheiro (Antônio Pinheiro Filho)
Saxofone Alto: Vinicius Assumpção Dorin
Saxofone Tenor: Vitor Alcântara
Arranjador: Eduardo Gudin

VELHO ATEU
(Eduardo Gudin / Roberto Riberti)

Um velho ateu
um bêbado cantor, poeta
na madrugada cantava essa canção-seresta
Se eu fosse Deus
a vida bem que melhorava
se eu fosse Deus
daria aos que não têm nada
E toda janela fechava
pros versos que aquele poeta cantava
talvez por medo das palavras
de um velho de mãos desarmadas

Trompete: Daniel Salles
Violão: Eduardo Gudin
Percussão: Jorginho Cebion
Contrabaixo: Lito Robledo
Saxofone Soprano: Nailor Proveta (Nailor Aparecido Azevedo)
Clarinete: Nailor Proveta (Nailor Aparecido Azevedo), Samuel Pompeo
Saxofone Barítono: Samuel Pompeo
Bateria: Toninho Pinheiro (Antônio Pinheiro Filho)
Trombone: Valdir José Ferreira
Saxofone Alto: Vinicius Assumpção Dorin
Saxofone Tenor: Vitor Alcântara
Arranjador: Eduardo Gudin